Make your own free website on Tripod.com

A

abiótico - Relativo a fatores físicos e químicos do ambiente os quais não possuem condições de adaptabilidade, como água, temperatura, solo etc.

acesso- Amostra de germoplasma representativa de um indivíduo ou de vários indivíduos da população. Em caráter mais geral, qualquer registro individual constante de uma coleção de germoplasma (ex.: uma plântula, uma maniva etc.).

ácido desoxirribonucleico (ADN) - Material genético primário, da maioria dos organismos, constituído por duas fitas complementares de polinucleotídeos. Contém informações determinantes dos caracteres hereditários transmissíveis à descendência.

ácido ribonucleico (ARN) - Ácido nucléico envolvido na transferência da informação genética e na sua decodificação em uma cadeia polipeptídica. Em alguns vírus ele é o material genético primário.

adaptabilidade - capacidade do organismo adaptar-se a níveis de variações ambientais. O idioma inglês ainda define adaptedness, como a situação de estar adaptado.

adaptação - Processo do organismo tornar-se ajustado ao ambiente, dinâmica esta que pode exigir mudanças morfológicas, bioquímicas, fisiológicas ou comportamentais no indivíduo e que o tornam mais capacitado para sobreviver e reproduzir-se, em comparação com outros membros da mesma espécie. Veja característica adaptativa.

agamospermia - Formação assexuada de semente. Veja apomixia; reprodução assexuada.

 

alelos - Alternativas de um gene situadas em um mesmo loco em cromossosmos homólogos e responsáveis pelas diferentes manifestações fenotípicas de um caráter.

 

alelo letal - Aquele que causa a morte do indivíduo que o possui em estado homozigótico.

 

alelo neutro - É aquele que permanece na população com alta freqüência independente de diversas condições ambientais.

alelo raro - É aquele que aparece na população em uma freqüência inferior a 5%. Neste caso são requeridas grandes amostras para a permanência desse alelo na nova população.

alelos múltiplos - Quando um gene possui mais de dois alelos.

alelopatia - Influência de uma planta no desenvolvimento de outra, geralmente pela exudação de substâncias químicas na raiz.

alogamia - Fertilização cruzada; numa população panmítica é o transporte e fusão do gameta masculino de um indivíduo com o gameta feminino de outro indivíduo. Veja autogamia.

alopatria - Isolamento geográfico entre populações de uma mesma espécie, de modo que interrompe-se o fluxo gênico entre as mesmas e, como conseqüência, pode dar- se o isolamento reprodutivo entre elas, assim possibilitando a formação de nova espécie. Especiação alopátrica é aquela que se dá entre populações ocupando áreas geográficas exclusivas, ainda que as comunidades possam dispor-se relativamente próximas ou adjacentes. Este último caso é mais comum entre animais que em plantas.

alopoliplóide - Poliplóide formado por conjuntos de cromossomos geneticamente diferentes, isto é, conjuntos provenientes de duas ou mais espécies diferentes.

ambiente - Conjunto das condições externas ao organismo e que afeta o seu crescimento e desenvolvimento.

 

amostra - Subconjunto de uma população através do qual se estimam as propriedades e características dessa população.

 

amostra base - São amostras obtidas através dos procedimentos de multiplicação da amostra inicial ou diretamente dos procedimentos de coleta ou intercâmbio de germoplasma, quando seu tamanho é adequado para evitar ou diminuir a ocorrência de perdas de variação genética durante os procedimentos de multiplicação e regeneração.

 

amostra inicial - São amostras obtidas através de procedimentos de coleta e intercâmbio de germoplasma ou de melhoramento genético.

amostra sintética (composite) - Amostra de germoplasma representativa da variação genética suposta de existir em uma espécie, resultante de uma mistura de genótipos de várias procedências, com condições mesológicas uniformes. Em agricultura, uma mistura de genótipos de várias origens e o acesso resultante tratado como uma variedade. Este conceito tem ligações com a superfície a ser ocupada pela conservação em centros de recursos genéticos, pois sua adoção implicaria em menor uso de materiais e de área ocupada. O modelo é combatido por aqueles que insistem que cada amostra de germoplasma deve corresponder a um acesso, conservado individualmente.

amostragem - Sistemática de efetuar-se a amostra. Técnicas de amostragem variam, conforme as necessidades da demanda. Pode-se ter amostragens seletivas ou casualizadas, mas freqüentemente ocorrem as duas seguintes situações para plantas com sementes: 1. sementes de vários indivíduos da população são colocadas no mesmo envelope ou saco e recebem um só número do coletor; 2. sementes de cada indivíduo são colocadas em sacos distintos e cada um deles recebe um número de coletor, assim formando vários acessos. O número ideal de indivíduos a ser amostrado varia de cultura para cultura e a abordagem geralmente leva em consideração o sistema de cruzamento da espécie, se autógama, alógama ou intermediária.

ancestral - Na disciplina de origem das plantas cultivadas é a espécie nativa que deu origem ao estoque a partir do qual se domesticou a cultura hoje integrante da agricultura. Espécies ancestrais podem ainda existir na natureza ou serem consideradas extintas. Veja cultígeno, "indigen", interação cultura-planta daninha.

androgênese - Desenvolvimento haplóide de um óvulo fecundado, sem que o núcleo feminino se desenvolva. O zigoto permanece haplóide e de constituição hereditária, com o núcleo masculino.

aneuplóide - Organismo cujo número de cromossomos somáticos não é múltiplo perfeito do número haplóide.

anfidiplóide - Poliplóide cujo complemento cromossômico é constituído pelos dois complementos somáticos completos de duas espécies.

angiosperma - Planta que possui suas sementes protegidas pelo fruto. A formação das sementes se dá no interior de uma estrutura especializada chamada carpelo ou pistilo.

antibiose - Forma de resistência de plantas a insetos através da liberação de substâncias químicas tóxicas ao predador.

antrópico - Ação do homem sobre a vegetação natural.

ápice caulinar - É o domo apical envolto por pelo menos um par de primórdios foliares. Quando cultivado "in vitro" apresenta a capacidade de originar um indivíduo semelhante à planta-mãe.

 

apomixia - No sentido amplo são os vários tipos de reprodução assexuada em plantas e animais. No sentido restrito é o modo de reprodução em que ocorre a formação assexuada de sementes em angiospermas, quando então é sinônimo de agamospermia. A apomixia se divide em apomixia gametofítica e embrionia adventícia. A apomixa gametofítica se subdivide em diplosporia e aposporia. Veja poliembrionia.

apomixia gametofítica - Formação de semente agâmica (assexuada) em que o saco embrionário se origina de uma sinérgida ou antípoda e ocorre o desenvolvimento partogenético da oosfera. A prole é do tipo materno. A apomixia gametofítica compreende a aposporia e a diplosporia.

aposporia - Desenvolvimento de sacos embrionários, sem divisão redutiva prévia da célula arquespórica, a partir de células somáticas, geralmente células do nucelo.

aptidão - Estado de estar adaptado; em ecologia e genecologia é a capacidade do indivíduo prosperar e reproduzir-se indefinidamente num tipo particular de ambiente.

aptidão genética - Contribuição para a próxima geração de um genótipo numa população relativamente às contribuições de outros genótipos. É um processo de seleção natural que tende a favorecer os genótipos com maior aptidão genética.

armazenamento - Guarda de acessos, sob a forma de sementes, pólen, cepas etc. O termo é livremente intercambiado por conservação, especialmente no caso de sementes. Veja conservação.

autóctone - Diz-se da espécie nativa ou silvestre que ocorre como componente natural da vegetação. Veja exótico.

auto-ecologia - É aquela ecologia que estuda normalmente o indivíduo (unidade da seleção natural) ou a população de indivíduos (unidade da evolução).

autofertilização - Fecundação do óvulo pelo grão de pólen de uma mesma flor, dando origem ao zigoto. Veja autogamia; fertilização cruzada.

autogamia - Autofertilização; numa população panmítica é a fusão do gameta masculino com o gameta feminino no mesmo indivíduo. No caso de plantas monóicas hermafroditas ou monoclinas (ex.: goiabeira), a flor reúne os dois sexos e a fertilização se dá entre pólen e óvulo da mesma flor. No caso de plantas monóicas com flores unissexuais ou diclinas (ex..: mandioca), o indivíduo apresenta flores masculinas e femininas separadas, chamando-se geitonogamia este tipo particular de polinização autógama. Veja alogamia.

auto-incompatibilidade - Adaptação fisiológica que impede a ocorrência de autofertilização.

autopolinização - Transporte do grão de pólen ao estigma da mesma flor. Fenômeno característico das flores hermafroditas. Veja polinização cruzada.

autopoliplóide - Poliplóide formado pela multiplicação de um conjunto completo haplóide de cromossomos de uma espécie.

avaliação - Registro e aferição, sob as condições de um determinado ambiente, de características influenciáveis por fatores bióticos e abióticos. Normalmente, estas são as características de valor agronômico (ex.: rendimento da cultura) e geralmente estão sob o controle de poligenes para sua expressão. Os dados de avaliação são mais importantes para o contexto de programas nacionais que para o contexto de programas internacionais de pesquisa. Veja caracterização.