Make your own free website on Tripod.com

DOENÇAS SAXUALMENTES TRANSMISSÍVEIS (DSTs)

DSTs e HIV/AIDS

Pegue aqui este trabalho zipado



As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são infecções adquiridas através de contato genital íntimo. As DSTs são um problema sério, em matéria de saúde pública, exigindo ações imediatas e eficazes por parte das autoridades sanitárias e das instituições sociais. As atitudes morais adotadas em relação às vítimas de DSTS/AIDS (preconceito, infidelidade, religião, etc) e as múltiplas sequelas destas infecções causam enormes prejuízos à população feminina, provocando infertilidade, doencas pélvicas, aborto espontâneo, infecções congênitas e câncer, e criando um clima de desconfiança na vida sexual.

Saber se teve um contato com uma DST é essencial para você e seu(s) parceiros (as). Caso você leve uma vida sexualmente ativa e sua relações sexuais enquadra seu comportamento numa das deguintes situações há um risco maior de se expôs a uma destas doenças:

Nestes casos, é importante fazer uma consulta médica e exames de sangue para saber se há evidência de uma DST. Mesmo não havendo queixa ou sintoma de uma DST, solicite um exame de sangue. O exame deve incluir, entre outros, o anti-HIV (para AIDS), VDRL (para Sífilis) e HBsAg e anti-HBs (para Hepatite B).

Algumas destas doenças podem não apresentar sintomas (frequentemente, na mulher não há sintoma algum); outras têm uma longa fase de latência (sem sintomas, como no caso da AIDS ou da Sífilis); ou apresentar sintomas como:

  1. Corrimento genital
  2. Verruga genital
  3. Ferida genital
  4. Coceira

Neste grupo de doenças estão incluídas, entre outras:

  1. Gonorréia
  2. Sífilis
  3. Cancro mole
  4. HIV (causador da AIDS)
  5. Herpes genital

 

CORRIMENTO GENITAL:

Na mulher, um pouco de corrimento (uma secreção clara ou esbranquiçada) pode ser considerado normal, já que mantém a vagina limpa e úmida. Mas esta secreção deve ser discreta e não sujar mais do que uma calcinha por dia. Quando a quantidade de secreção for maior e o seu aspecto mudar, então há uma situação anormal. Nestes casos, pode haver ardência na vagina ou nos lábios, acompanhada de um certo "queimor" ou coceira. Há vários micróbios que podem causar isto, entre eles: clamídia, micose (candidíase), triconomas, gonococo (gonorréia). Nos homens, o corrimento na uretra (com ou sem ardência), pode ser causado por gonorréia ou outros micróbios.

O diagnóstico correto e rápido de corrimentos anormais em mulheres evita o aparecimento de doenças, entre as quais as inflamações no baixo ventre (doença pélvica), que podem levar à esterilidade. Como a contaminação ocorre frequentemente na relação sexual, algumas destas infecções são consideradas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Se não for diagnosticada em tempo, estas infecções aumentam os riscos de que a pessoa contraia outras DSTs.

É importante procurar os seu médico ou um Posto de Saúde caso:

Tratamento caseiro (Tx caseira): Não há. O recomendável é você procurar seu médico ou ir ao Posto de Saúde próximo da sua residência.

Prevenção:

 

VERRUGA GENITAL:



Verrugas (lesão vegetante) no pênis, no ânus ou na área genital da mulher podem ser um condiloma. Esta lesão é causada por um vírus. Às vezes estas verrugas têm uma forma um pouco diferente (mais achatada) e podem indicar uma infecção por Sífilis.

Nos homens e nas mulheres, estas verrugas representam um problema desagradável, incômodo, sob o aspecto estético. Na mulher, o problema é mais sério, porque indicam possibilidade maior de que venha a desenvolver câncer do colo do útero. Como qualquer DST, as verrugas podem estar associadas a outras infecções.

É importante você procurar o seu médico ou ir ao posto de saúde se você tiver:

Tratamento caseiro: Não há. Para um diagnóstico correto e tratamento, o mais recomendável é que você fale com seu médico ou procure um posto de saúde perto de sua casa. Prevenção: Fazer Sexo seguro ou protegido

 

FERIDA GENITAL:


Nos homens, a Sífilis pode causar uma ferida indolor (cancro) no pênis ou perto do ânus. Nas mulheres, esta ferida muitas vezes não aparece, mas pode se apresentar na vagina e/ou na vulva (os lábios). Sara espontâneamente em algumas semanas. Lesões com pequenas bolhas e úlceras avermelhadas com coceira podem ser sinais de um herpes genital. Há outras doenças que causam ferida na genitália.

Um diagnóstico correto das feridas novas na area gential é importante e são freqüentemente transmitidos pela relação sexual. Neste caso há risco de contrair outras DSTs ao mesmo tempo, sendo importante o diagnóstico correto. Sifílis é sério por causar sérios danos a saúde da mulher e pode infectar a criança durante a gravidez (sífilis congênita) colocando a vida da criança em risco.

É importatne você entra em catato com seu médico (ou ir ao Posto de Saúde) caso:

Tratamento caseiro: Procure falar com seu médico ou vá a um posto de saúde perto de sua residência, para fazer um diagnostico correto. Nos casos já diagnosticado como Herpes genital ainda não tem um tratamento muito eficaz. Um banho quente durante 5 à10 minutos inativa o vírus e parece acelerar a cura e diminui o risco de contaminação. Prevenção de estresse ou ansiedade pode ser importante.

Prevenção: Fazer Sexo seguro ou protegido

 

COCEIRA:

Coceira na area genital pode ser causado por piolho, uma doença causada por um parasita na pele. Existem três tipos de piolho mais o "chato" que fixa-se nos pelos do púbis, anus e axilas. A marca central do piolho é a presença de lêndeas no cabelo. O chato é transmitido preferencialmente pelo contato sexual.

Proura auxilio do seu médico ou no Posto de Saúde caso tenha:

Tratamento caseiro (Tx caseira):

  1. Informar o seus parceiro(as) para evitar a contaminação das outras pessoas;
  2. A desinfecção deve incluir o vestuário, roupas de cama e outros possível veículos de transmissão.
  3. A medicação usada nestes casos é gama do hexaclorociclohexano ou 2% benzoato de benzila com 20% benzocaina é usada.

Prevenção: Evite contato direto com pessoas infectadas; Usar água quente e sabão para manter a higiene, lavar as roupas em água quente

 

 

GONORRÉIA: (DST)


No homem, os sintomas de Gonorréia aparecem após um período que vai de dois a dez dias do contato sexual. Primeiro, nota-se uma secreção amarelada e viscosa na uretra (canal do pênis); depois, a pessoa sente ardência e dor ao urinar. Não sendo tratada imediamente, pode levar à infecção na próstata e nos testículos. Além disso, embora seja raro, a Gonorréia, ao evoluir, causa lesões em articulações, no fígado e até no cérebro. A Gonorréia é uma das DSTs mais comuns e é de fácil tratamento.

 

CANCRO MOLE:


O QUE É CANCRO E QUAL SUA IMPORTÂNCIA?
Popularmente conhecida como Cavalo,

QUAIS OS SEUS SINTOMAS?
Esta infecção apresenta nos órgãos genitais várias feridas ulceradas, dolorosas, acompanhadas de íngua na virilha (bubão) e desaparecem quando tratadas. O bubão geralmente se rompe com orifício único.

 

SINDROME DE IMUNODEFICIENCIA HUMANA AIDS: (ou SIDA)

Vírus causador da AIDS

 


O QUE É A AIDS?
A AIDS é uma tradução da expressão em língua inglesa "Aquired Immuno Deficiency Syndrome", e que em português significa Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA). Esta síndrome se manifesta através da ação do vírus da Imunodeficiência humana (HIV - Human Immunodeficiency Virus) que tem a capacidade de neutralizar o sistema imunológico, favorecendo o aparecimento de outras infecções graves.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O PORTADOR DO VIRUS E AIDS?
Após uma infecção pelo HIV o sistema imune tenta controlar a infecção e assim o vírus fica em níveis baixos nas células infectadas, e pode permanecer desta foram durante anos sem causar sintomas da doença. A partir do momento que a pessoa é infectado e com exames de laboratório positivos, a pessoa é um "portador do vírus HIV". Somente quando a pessoa adoece com as infecções oportunistas é quando falamos de "AIDS".

QUANTOS CASOS TEM NO MUNDO E NO BRASIL?
Até o final de 1996, a Organização Mundial de Saúde anunciou que havia no mundo 22.6 milhões de pessoas vivendo com HIV com um aumento anual de mais de 3 milhões de pessoas. O número de AIDS, foi desde início da epidemia de 8.4 milhões casos de AIDS sendo que 6.4 milhões já faleceram. Dados do Brasil, que foram notificados ao Ministério da Saúde até fevereiro de 1997, mostra que 103.262 pessoas tenham sido notificados com uma razão de três homens para cada mulher. Os Estados com mais casos notificados são em: São Paulo (53 mil), Rio de Janeiro (15 mil), Minas Gerais (6.7 mil), Rio Grande do Sul (5.2 mil) e Santa Catarina (3.2 mil).

QUAIS OS SEUS SINTOMAS?
Na fase aguda pode ter uma doença aguda que parece uma "mononucleosis". Na fase de AIDS é caracterizada pelo aparecimento de vários sintomas, por exemplo: perda de peso, cansaço, infecções com tuberculose e freqüentemente complicações neurológicas pela agressão ao cérebro. Existe também uma alta incidência de câncer, com a sarcoma de Kaposi, que são lesões roxas e tumores conhecido como linfomas.

COMO É TRANSMITIDO ESTA DOENÇA?
O HIV é transmitido através de um contato sexual (seja com homens ou mulheres) com pessoas portadores do HIV ou doente com AIDS. A transmissão da mãe para filho acontece durante a gravidez e no pós-parto, no caso de amamentação. A transmissão pelo sangue entre usuários de drogas é entre aqueles que compartilham seringas. Antes de existir um teste confiável e a implementação adequada na rotina dos bancos de sangue, acontecia com freqüência a contaminação pelo sangue contaminado que foi doado. Este risco diminui muito no nosso meio, mas ainda é real.

Lembra-se que o HIV não é transmitido por contato normal do dia-a-dia, ser doador de sangue. Nem mosquito ou outros insetos.

QUAIS OS TRATAMENTOS EXISTENTE PARA O HIV E AIDS?
Muito centros de pesquisa e a industria farmacêutica estão resolvendo o modo de tratar pessoas com AIDS (dependendo do nível do CD4 e Carga Viral) e as pessoas que foram infectado recentemente pelo HIV. O primeiro produto que funcionou parcialmente na redução de sintomas e controlar a replicação do vírus foi zidovudine (AZT) e foi desenvolvido em 1986. Nos últimos anos acelerou-se o numero de produtos anti-virais que tem demostrado respostas animadores.

OUTRAS INFORMAÇÕES:

PORQUE SE FALA TANTO EM AIDS?
AIDS tem provocado muita discussão sobre aspectos éticos, legais e dos direitos humanos.

 

HERPES GENITAL:


O QUE É HERPES GENITAL E QUAL SUA IMPORTÂNCIA?
A doença aparece e desaparece espontâneamente, estando ligada a fatores como o estresse.

QUAIS OS SEUS SINTOMAS?
Sua manifestação principal é a formação de vesículas (pequenas bolhas), que se rompem causando dor, uma espécie de "queimação" e ardência nos órgãos genitais.

COMO É TRANSMITIDO ESTA DOENÇA?

QUAIS OS TRATAMENTOS EXISTENTE PARA O HERPES GENITAL?

Apesar de não se ter medicação específica para o tratamento do Herpes, é errado pensar que não tem cura. Afastando os fatores irritantes e traumáticas, a doença pode ficar sob controle, até que o organismo desenvolva um mecanismo interno de defesa.

 

 Voltar ao inicío desta página

Votar a página principal