Make your own free website on Tripod.com

M1, M2, M3 ... Símbolos utilizados para designar a primeira, segunda, terceira etc gerações após o tratamento com agente mutagênico.

mapa genético - Representação da distância genética que separa locos com genes não alelos em uma estrtura de ligação.

marcador genético - Todo e qualquer fenótipo decorrente de um gene expresso, como no caso de proteínas e caracteres morfológicos, ou de um segmento específico de ADN (correspondente a regiões expressas ou não do genoma), cuja seqüência e função podem ou não ser conhecidas, e que possui comportamento de acordo com as leis básicas de herança de Mendel. Diferentes tipos de marcadores moleculares, os quais em geral se referem a fragmentos, segmentos amplificados ou seqüências de ADN passíveis de expressão, podem ser utilizados como "marcador genético". Entre os tipos mais comuns de marcadores moleculares destacam-se RFLP ("Restriction Fragment Length Polymorphism", ou "Polimorfismo de Comprimento de Fragmentps de ADN obtidos pot Enzima de Restrição") e RAPD ("Random Amplified Polymorphic ADN", ou "Polimorfismo de ADN Amplicifado ao Acesso").

meiose - Processo de divisão celular responsável pela formação dos gametas. Caracteriza-se por promover a redução do número de cromossomos da espécie pela metade.

melhoramento genético - Disciplina ocupada com o cruzamento de plantas através de autofertilização, fertilização cruzada ou hibridação e que tem como propósito a produção de progênies melhoradas. Os objetivos mais importantes em programas de melhoramento são o aumento do rendimento da cultura, a seleção para resistência a pragas e doenças, o encontro de tolerância a estresses ambientais e a busca de características qualitativas (ex.: aumento do teor de amido em culturas tuberosas).

meristema - Região do domo apical constituída de células meristemáticas. Meristemas são encontrados em regiões de crescimento, como a ponta de raiz, axila de folhas e primórdios caulinares. Quando cultivados "in vitro", em condições ideais, apresentam a

capacidade de se diferenciarem e regenerar o indivíduo semelhante àquele que lhe deu origem.

metáfase - Uma das fases da divisão celular quando os cromossomos ficam alinhados na posição equatorial da célula e preso às fibras do fuso.

mitose - Processo de divisão celular responsável pelo aumento do número de células nos tecidos somáticos. Caracteriza-se pela produção de células filhas idênticas à célula mãe.

monitoração - Verificação periódica das condições fisiológicas e sanitárias do acesso armazenado. Em sementes, a monitoração é conduzida aos 5 ou 10 anos (dependendo da espécie), após sua introdução na coleção de base, através de testes de germinação e patogenicidade.

monoclina - Espécie que apresenta flores hermafroditas. Do grego, mono = um; clinos = leito, ou seja, ambos os sexos contidos no mesmo receptáculo floral. Veja diclina.

monóica - Espécie diclina que apresenta flores masculinas e femininas no mesmo indivíduo (ex.: mandioca, seringueira). Veja dióica.

multiplicação - Reprodução de um acesso para atender à demanda. 1. No caso de intercâmbio dá- se através da seleção de uma amostra do acesso que é germinada (ou repicada) sob condições ambientais supervisionadas, de modo a minimizar os efeitos da seleção sobre mudanças em freqüências gênicas. O tamanho da amostra a ser multiplicada vai variar e depender dos objetivos da demanda (ex.: caracterização ou avaliação de uma coleção, para experimento científico etc.). 2. Para acessos incorporados à coleção base, a multiplicação é feita quando o número de sementes está reduzido. A reprodução dos acessos relaciona-se ao seu fator quantitativo.

mutação - Variação herdável imprevista em um gene ou no número e estrutura cromossômica. As mudanças no material genético dividem-se em duas categorias: mutação cromossômica e mutação gênica.

mutação cromossômica - Mutação do tipo aberração cromossômica, que afeta a estrutura e o número de cromossomos ou o número dos genes num cromossomo. Exemplos de mutação cromossômica são a deleção, a duplicação, a inversão, a translocação, a aneuplodia e a euploidia.

M-N-O-P

mutação gênica - Processo responsável pela produção de novos alelos através da alteração na seqüência de bases do ADN.