Make your own free website on Tripod.com

 

variabilidade - Estado de ser variável, em qualquer categoria considerada. Em genética há uma tendência de associar variabilidade com o nível micro, molecular, como, por exemplo, no caso da variabilidade genética de organismos.

variabilidade genética - Amplitude (extensão) da variação genética existente para uma determinada espécie. Uma vez que a espécie é composta por populações locais (demes) ou taxa, a variabilidade genética funde-se naturalmente com o conceito de reservatório gênico ("genepool"). A variabilidade genética estrutura-se sob várias formas (ex.: polimorfismos, séries alélicas, poligenes etc.) e, para o caso de plantas entomófilas, a direcionalidade do fluxo gênico determinado pelo transporte do grão de pólen é bastante dependente do comportamento do inseto polinizador frente à flor. A ocorrência de diferenças entre indivíduos é devida às diferenças existentes na sua variabilidade genética. A variabilidade causada pelo ambiente manifesta-se geralmente como plasticidade, mas toda plasticidade fenotípica resulta de processos moleculares acontecendo no núcleo e citoplasma e esta é, portanto, genotipicamente controlada. A variabilidade genética em uma população é principalmente regulada por três conjuntos de fatores: 1. A adição de novo material genético através de mutação, migração (fluxo gênico) e recombinação. 2. A erosão desta variabilidade através da seleção e erros de amostragem (deriva genética) e 3. A proteção da variabilidade armazenada através de mecanismos citofisiológicos e de fatores ambientais (ex.: oferta de diferentes habitats). A literatura de língua inglesa usa preferencialmente variação genética e menos freqüentemente variabilidade genética em seus textos. Em português ocorre o contrário e daí a sugestão da adoção de variabilidade genética.

variação - Veja variabilidade.

variação contínua - Ocorrência de variabilidade caracterizada pela presença de indivíduos que apresentam uma(s) determinada(s) característica(s) sob a forma de um contínuo, isto é, com tipos intermediários conectando os extremos. Expressão típica da variabilidade intraespecífica. Veja poligenes.

variação descontínua - Ocorrência de variabilidade em fenótipos, de tal dimensão e padrões, que enseja o delineamento de grupos taxonômicos. Expressão típica da variabilidade interespecífica.

variação epigenética - Também chamada de transitória, no caso é a variação fenotípica de plantas regeneradas de culturas de tecidos, com caracteres não herdáveis, causada por condições de estresse fisiológico.

variação genética - Veja variabilidade genética.

variação somaclonal - Variação fenotípica de plantas regeneradas de cultura de tecidos que apresenta grande freqüência de caracteres herdáveis, importante fonte de variabilidade para programas de melhoramento genético. É nociva à conservação "in vitro" devido descaracterizar o acesso.

 

variedade - Categoria taxonômica de planta sempre abaixo daquela de espécie. 1. Em taxonomia vegetal, a variedade ocupa uma posição abaixo da categoria de subespécie, mas acima de forma, e é sempre escrita em latim (Ex.: Euphorbia milii var. milii). 2. Em melhoramento genético, a variedade é sinônimo de variedade cultivada e de cultivar. Nomes de cultivares ou variedades criados a partir de 1 de janeiro de 1959 devem ter um nome imaginário (ex.: Solanum tuberosum cv. Alba Striata ou batata "Alba Striata") e devem ser bem diferentes de um nome botânico escrito em latim. Veja cultivar.

 

variedade de fundo de quintal - Veja raça local.

 

variedade primitiva - Veja raça local.

variedade regional - Veja raça local.

variegação - Indivíduo com fenótipos diferenciados em decorrência de possuir dois ou mais tipos de células geneticamente diferentes. Pode ser causada pela assimetria da divisão de orgânulos citoplasmáticos (no caso cloroplastos) por ocasião da divisão celular.

viabilidade - É a capacidade da semente de germinar expressando todo o seu potencial e produzir um novo indivíduo, dadas as condições ótima de luz, temperatura e umidade. Sementes viáveis de algumas espécies, mesmo sob condições ótimas, podem não germinar, devido ao fenômeno da dormência, que pode ser de várias naturezas múltiplas. Veja dormência.

V-X-Z

vulnerabilidade genética - Situação em que cultivares seletas podem apresentar queda substancial no rendimento da lavoura devido à sua grande uniformidade genética (baixa variabilidade genética) extensa área plantada e predisposição a fatores condicionantes bióticos e abióticos.